Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

Notícias

Agentes da DPMA fazem operação em Seropédica onde recursos minerais eram extraídos ilegalmente por milicianos

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
15/05/2018 19h05 - Atualizado em 15/05/2018 19h05
por Maurício Tambasco

Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) realizaram, nesta terça-feira (15/05), ações de combate a crimes ambientais no município de Seropédica, na Região Metropolitana do Rio, que apura o envolvimento de milícias nestes crimes. Essa operação da DPMA foi acompanhada por perito do ICCE. No total foram apreendidos oito caminhões.

Nesta operação foi constatado o funcionamento de empresa que extraía recursos minerais do solo sem as autorizações pertinentes. A retirada ilegal de solo pode resultar na erosão acelerada e na compactação do solo, que, somadas, podem dar origem a um processo de desertificação, com alterações inclusive no microclima da região.

As diligências apontaram que milicianos extorquiam de algumas empresas legalizadas o valor de R$ 1000,00 por mês, bem como expropriavam as empresas daqueles que resistiam às investidas dos milicianos.

No bairro de Campo Lindo, foi encontrada a empresa LFL Oliveira Areal Locação de Máquinas e Equipamentos ME exercendo atividade mineradora irregular. O proprietário da empresa, Luiz Felipe Lourenço de Oliveira, de 55 anos, responderá pelos crimes de Extração Irregular de Solo; Poluição; Desmatamento e Distribuição Irregular de Derivados de Petróleo.

Foram encontrados trabalhando no local, Robson Daniel Lima Moreira, de 27 anos e Josivaldo Hermínio da Silva, de 26 anos. Ambos responderão pelo crime de Extração Irregular de Solo. Também foram encontrados Marcos Jacob da Silva, de 50 anos; Rogério da Silva Antônio, de 43 anos; Paulo Wallace Soares dos Santos, de 39 anos, Alexandro de almeida Furtado, de 43 anos; Valter Marcelo dos Santos Almeida, de 73 anos, Valmir dos santos Almeida, de 46 anos, Marcelo de Souza Soares, de 40 anos, Marcelo de Mello Barboza, 45 anos; Wagner dos Santos Lima, de 37 anos e Sergio Henrique Teixeira Santiago, de 41 anos, que transportavam as matérias-primas extraídas de forma indevida. Estes responderão pelo crime de Transporte Ilegal de Recursos Minerais.