Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube Player

ACADEPOL

ACADEPOL - Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra

IMLAP - ACADEPOL - Academia de Polícia Civil Sylvio Terra

Fotografia: Paulo Toscano

A Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra, conhecida como ACADEPOL, é o órgão da Polícia Civil responsável pelos processos seletivos para a admissão de novos policiais nos quadros da corporação. Depois de aprovados em concursos públicos de provas ou de provas e títulos, os candidatos às carreiras de Delegado de Polícia, Perito Criminal, Perito Legista, Piloto Policial, Engenheiro de Telecomunicações, Inspetor de Polícia, Papiloscopista Policial, Oficial de Cartório, Investigador, Técnico e Auxiliar de Necrópsia, passam a frequentar o Curso de Formação Profissional, que os habilita à nomeação para os cargos policiais.

Além dos cursos de formação, a Academia de Polícia ministra cursos de aperfeiçoamento e especialização para todas as especialidades policiais, como, por exemplo, o CAT - Curso de Ações Táticas.

Fundada no dia 2 de fevereiro de 1912, por instrução do Chefe de Polícia Civil do Distrito Federal, a Academia de Polícia chamava-se Escola de Polícia Científica do Rio de Janeiro. Seu primeiro Diretor foi o o Professor Elísio de Carvalho, que defendia um movimento reformador da Polícia do Rio de Janeiro, no sentido de criar uma polícia judiciária democrática.

Em 1944, com a mudança do nome da Polícia Civil do Distrito Federal para Departamento Federal de Segurança Pública, a Escola de Polícia foi reorganizada, graças ao trabalho dedicado do Delegado Sylvio Terra, Diretor da Divisão de Polícia Técnica. Entusiasta do ensino policial, o Delegado atualizou e ampliou as atividades destinadas à formação de todo o quadro de servidores, como comissários, peritos, escrivães, investigadores, datiloscopistas, guardas civis, entre outros.

Com a criação do Estado da Guanabara em 1960, a Escola de Polícia passa a chamar-se Academia de Polícia. Em 1984, a Lei nº 761, de 29 de junho, alterou o nome da instituição para Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra, em homenagem ao Delegado.

De acordo com o ex-diretor da ACADEPOL, Sérgio Lomba, todas as disciplinas ministradas já permeavam os Direitos Humanos. Durante o período do curso de formação para o exercício da profissão, o policial aprende noções de Direito, segurança pública, primeiros socorros, balística, tiro, defesa pessoal, imobilização, além da história das Polícias.

Em 2000, a Academia passou por uma grande reforma em suas instalações físicas e recebeu investimentos na parte técnica com a aquisição de equipamentos audiovisuais e datashow. Em 2008, a ACADEPOL passou por uma reestruturação interna para comportar em 2009, a formação de 1500 novos policiais.