Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube

PCERJ em Ação

Sepol e MP realizam operação para desarticular esquema de empresas investigadas por desvio de recursos públicos

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
23/07/2020 08h46 - Atualizado em 23/07/2020 8h47

A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio do Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e a Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD) em conjunto com o Ministério Público do Estado do Rio, por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC) realiza, na manhã desta quinta-feira (23/07), uma operação para cumprir 5 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão em residências e empresas de apontados por integrarem uma organização criminosa responsável por desviar cerca de R$ 6,2 milhões dos cofres públicos. Eles são investigados pela prática do crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Os mandados foram expedidos pela 21 Vara Criminal da Comarca do Rio de Janeiro.

A investigação apontou que a antiga gestão do Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (IABAS) recebeu entre os anos de 2009 e 2019 cerca de R$ 4, 3 bilhões em recursos públicos, mas nunca apresentou prestação de contas sobre a aplicação dos recursos de saúde pública que foram destinados a ela. Com isto, teria sido montado um complexo esquema onde a empresa dissimulava o desvio destes recursos com repasses fraudulentos de verbas para empresas intermediárias prestadoras de serviços.