Logotipo da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro Logotipo do Facebook Logotipo do Twitter Logotipo do Instagram Logotipo do YouTube Player

Notícias

DHBF realiza prisões em Queimados

Fotos: Divulgação

ASCOM - Assessoria de Comunicação
05/09/2017 18h47 - Atualizado em 05/09/2017 18h47

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), prenderam, nesta terça-feira (05/09), Wellington Cláudio Lucente, Carlos André Von Helsing Ignacio e João Carlos Lustosa da Costa, no município de Queimados.
 
O delegado assistente da Unidade, Leandro Costa, informou que Wellington foi preso em razão de mandado de prisão temporária pelo cometimento do crime de homicídio em face de Alex Sandro José Mattos Tomaz, ocorrido no dia 20/02/2017, em Queimados e restou preso em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de uso restrito e constituição de milícia privada.
 
Disse ainda que João Carlos e Carlos André Von Helsing, foram presos em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de uso restrito e constituição de milícia privada.
 
Os agentes esclarecem que Wellington Lucente foi encontrado escondido dentro de um veículo Honda Civic juntamente com João Carlos Lustosa da Costa e realizadas buscas no interior do mesmo, foram encontradas e apreendidas duas pistolas calibre 9 mm, uma da marca CZ e a outra Bersa; uma pistola marca CZ, calibre .40 e diversas anotações de contabilidade, em especial referentes à cobranças de taxa de moto-taxistas e “Gatonet”.
 
Ainda em continuidade às diligncias e visando checar informações do Núcleo de Inteligência da DHBF, no sentido que o condomínio de Wellington Cláudio Lucente, funcionava como sede do grupo miliciano autodenominado “Caçadores de Gansos”, as equipes realizaram novas buscas que levou à apreensão de um revólver calibre 38 e vinte e quatro munições, na residência de Von Helsing.
 
Já no interior da casa de João Carlos, foi encontrado um revólver calibre 38, municiado com seis cartuchos, uma algema, uma faca tática e um carregador de rádio comunicador.
 
O Delegado Titular da Unidade seguiu informando que no interior do condomínio foi encontrado, ainda, um veículo FORD/ Ecosport, o qual apresentava as placas incompatíveis com a numeração do chassi gravada no vidro, com evidentes indícios de tratar-se de veículo clonado. Dentro do veículo foram encontrados e apreendidos três coletes balísticos com brasão da Polícia Militar, cinco carregadores de fuzil, modelo FAL, 7,62mm, setenta e sete munições, calibre 7,62mm e duas balaclavas.
 
Dentro do veículo de outro veículo pertencente a Wellington Cláudio Lucente, que estava estacionado na casa de sua namorada, foram encontradoas diversas munições de fuzil, calibre 556mm, calibre .40 e dois rádios comunicadores.
 
Por fim, em uma outra residência, no interior do condomínio, foram encontrados e apreendidos diversos itens de vestuário, em especial fardas do exército e da polícia militar, inclusive da “P2”, balaclavas, máscaras, placas de veículos, recipientes para “lança perfume”, munições de vários calibres e  dois coletes balísticos com brasão da Polícia Militar.
 
Segundo a narrativa do proprietário da referida residência, um senhor de 60 anos de idade, o mesmo era coagido pelo grupo miliciano, sendo obrigado a guardar/esconder na sua residência todo aquele material sob a ameaça de perder a própria vida.
 
A partir das armas de fogo apreendidas na posse dos presos, a DHBF, além de evitar o cometimento de novos crimes na cidade de Queimados, buscará, através do confronto balístico, levantar a autoria de vários homicídios cometidos por esta organização criminosa.